| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

Zine O PrOpAgAnDiStA
Desde: 08/09/2003      Publicadas: 52      Atualização: 11/10/2005

Capa |  ANARQUIA!  |  Boletim do Kaos!  |  CPTM  |  CURIOSIDADES  |  Suburbano Convícto


 ANARQUIA!

  25/11/2003
  0 comentário(s)


boicote a revista Veja

Jornada pela democratização da mídia, movimento que combate a marginalização dos movimentos sociais

Depois de Belo Horizonte e Rio de Janeiro, foi a vez de São Paulo sediar na noite de 14/11 a terceira etapa da jornada pela democratização da mídia, movimento que combate a marginalização dos movimentos sociais e desenvolverá em todo país boicote a revista Veja. O ato convocado pela União Nacional dos Estudantes (UNE), pelo Movimento dos Sem Terra (MST), Central Única dos Trabalhadores (CUT) e diversas outras entidades populares, reuniu no Teatro da PUC (Tuca) representantes de entidades nacionais e internacionais ligadas ao segmento de comunicação.

Compondo a mesa estava o jornalista norte-americano Norman Solomon; a vice-presidente da União dos jornalistas de Cuba, Aixa Hevia Gonzalez; Ali Nakhlawi, membro da Juventude Árabe para a América Latina; Marcio Wohhliers, representando o Ministério das Comunicações; José Arbex Jr., editor da revista Caros Amigos; Laurindo Leal Filho, jornalista e professor da PUC-SP; e Sergio Suiama, procurador da República, além dos representantes da UNE, Lúcia Stumpf; do MST, João Pedro Stédile; e da Executiva Nacional de Estudantes de Comunicação Social (Enecos), Pedro Malavolta.

O jornalista americano, Norman Solomon, falando do alto grau de concentração da informação nos dois países, comparou a luta pela democratização da comunicação nos EUA com a que é realizada no Brasil, "quem tem poder quer destruir tudo aquilo que não pode controlar, nos estamos dando os primeiros passos para confrontar os grandes grupos comerciais" afirmou o jornalista.

A cubana Axa Hevia, falou do "terrorismo da mídia" contra o povo cubano. Relatou a cobertura tendenciosa que procura desacreditar a heróica resistência de Cuba frente a comunidade internacional, orientada pelo governo americano. No mesmo tom de denúncia, o representante da juventude árabe para a América Latina indagou sobre a ênfase negativa dada na cobertura da Intifada palestina "porque não falam dos movimentos que nos apóiam dentro de Israel ", indagou Ali.

Falando dos desafios caseiros, o representante do Ministério das Comunicações deu um retrato das dificuldades que um governo com um projeto democrático e nacionalista tem em gerir um setor historicamente controlado por poderosos interesses econômicos. Marcio Wohliers, falou da herança maldita deixada por FHC que restringiu o controle estatal sobre o setor com a criação da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel)."A política do governo anterior era de transformar a Anatel em Anacom (Agência Nacional de Comunicação) dando total independência para controlar as telecomunicações e a radiodifusão". Marcio falou ainda da atuação do ministério no sentido de universalizar o acesso às rádios e tv's comunitárias e da adequação da legislação atual para o setor com maior participação da sociedade.

Das mídias, a televisão é de longe a mais difundida e influente na sociedade. Segundo dados divulgados pelo professor da ECA, Laurindo Leal, a TV está presente em 98% dos domicílios, "para muitos esta é a única janela para o mundo". Temas como controle social das TV's, conversão tecnológica e TV digital compõem a extensa agenda da jornada e mereceram referência e preocupação entre os palestrantes.

O jornalista José Arbex Jr. dedicou sua fala à divulgação da campanha "Veja, que mentira" que deverá mobilizará a sociedade pelo boicote a revista. A Veja tem assumido a dianteira na cobertura conservadora e criminalizadora dos fatos envolvendo os movimentos sociais. "Consideramos que ela é o expoente do autoritarismo da mídia contra os movimentos organizados. Nenhuma publicação é tão virulenta e asquerosa quanto esta revista".

A representante da UNE Lucia Stumpf, que falou da necessidade de os movimentos sociais assumirem o papel de questionar a parcialidade e a ideologização dos fatos retratados pela mídia que induz a opinião pública a uma visão pejorativa dos movimentos populares. Encerrando o ato, João Pedro Stédile considerou como condição de sucesso do governo a alteração da correlação de forças sociais que possibilitem uma ação cada vez mais ofensiva do governo no sentido das mudanças, incluindo aí a liberdade de expressão da sociedade organizada.


(c) copyleft - todo o conteúdo desta página pode (e deve) ser reproduzido, a citação da fonte não é obrigatória, porém é uma forma de apoiar nosso trabalho



  Mais notícias da seção ação direta no caderno ANARQUIA!
01/06/2005 - ação direta - A chuva lavou a cidade, mas não levou a Bicicletada!
Nessa sexta-feira, 3 de junho, cicloativistas de SP saem no trânsito do fim de tarde para falar sobre bicicleta com os motoristas. ...
04/03/2005 - ação direta - Calendário de luta contra o aumento, pelo passe-livre!
Lutar pra viver... ..viver pra lutar!...
04/03/2005 - ação direta - Carta pública em repúdio ao aumento de tarifa em São Paulo
Organizando a luta contra o aumento de passagem. ...
13/09/2004 - ação direta - Novas provas de crueldade em Barretos
CONTRA A CRUELDADE...
16/04/2004 - ação direta - ATO CONTRA A ALCA EM SÃO PAULO A20
Contra a ALCA e contra as reformas estruturais desse governo corrupto....
17/03/2004 - ação direta - O LEVANTE DA JUVENTUDE
O último levantamento do Banco Mundial diz que 54,7 por cento da humanidade vive em estado de miséria ou pobreza extrema. São 2 bilhões e 800 milhões de pessoas sobrevivendo com menos de 2 dólares por dia, 310 milhões delas com menos de 1 dólar. Nas estatísticas oficiais, essas pessoas – mais da metade da população mundial – são diferen...
09/02/2004 - ação direta - Boicote ao Mc câncer
veja alguns motivos>>>>...
13/01/2004 - ação direta - A verdade sobre o McDonalds
matéria scaneada do Jornal 'O BANCÁRIO'...
29/12/2003 - ação direta - boicote à Coca-Cola
22 de julho – Dia Mundial de boicote à Coca-Cola ...
27/11/2003 - ação direta - COCA-COLA é isso aí!
Isso que é Mil e Uma Utilidades em... Coca-MultiAção.... essa porra corroi toda a parede do nosso estomago e tem gente que não conssegue ficar 1 dia sem tomar.... é fouuddaa , alem de fazer mau, alimenta o capitalismo e usa a sede do consumismo para lucrar! ...



Capa |  ANARQUIA!  |  Boletim do Kaos!  |  CPTM  |  CURIOSIDADES  |  Suburbano Convícto
Busca em

  
52 Notícias